VASCULITES

Inteligência Artificial para Estudo de Residência Médica

Nas provas de residência, as questões sobre vasculites geralmente versam sobre apresentação clínica típica dos pacientes. As vasculites se caracterizam por inflamação associada a áreas de necrose da parede dos vasos sanguíneos, acarretando dando tecidual. Lembre-se que as vasculites envolvem mecanismos imunológicos e, principalmente, as de pequenos vasos têm seu diagnóstico definido ou sugerido quando é identificado o chamado ANCA, ou anticorpo citoplasmático antineutrófilos. Eles são muito importantes para as provas! Portanto, precisamos saber:

  • p-ANCA (perinuclear) = Poliangiite Microscópica e Síndrome de Churg- Strauss;
  • c-ANCA (citoplasmático) = Granulomatose de Wegener;
  • a-ANCA (atípico) = Lupus, Artrite Reumatoide, HIV.

Veja uma questão exemplo sobre esse tema:

 

IAMSPE – SP – Além da granulomatose de Wegener, quais vasculites estão frequentemente associadas aos ANCA?  Resposta: poliangiite microscópica e síndrome de Churg – Strauss.  Questão fácil!

 

Para acertar as questões sobre as vasculites, veja a sinopse clínica de como cada doença aparecerá em sua prova:

 

  • Vasculites com predomínios de vasos de grande calibre
    • Arterite temporal: cefaleia frontotemporal, perda visual e claudicação da mandíbula.
    • Arterite de Takayasu: mulher com idade entre 15 e 25 anos, claudicação de extremidades ou de membros superiores, diminuição de pulsos nas artérias braquiais, diferença de pressão arterial maior do que 10 mmHg nos membros superiores.
    • Doença de Behçet: paciente com úlceras genitais, pseudofoliculite e lesões aceniformes, uveíte anterior com hipópio.
    • Síndrome de Cogan: alterações vestibuloauditivas e ceratite intersticial

 

  • Vasculites com predomínios de vasos de médio calibre
    • Poliarterite nodosa clássica: homens entre 40 e 60 anos com mononeurite múltipla, dor testicular e associada à sorologia positiva para o vírus da hepatite B.
    • Doença de Kawasaki: febre (38 a 40ºC por 5 dias), meninos menores de 5 anos, com exantema, congestão ocular, língua em framboesa e eritema/edema palmo-plantar.
    • Tromboangiite obliterante ou doença de Buerger: homens tabagistas, idade em torno de 30 anos, com isquemia digital/fenômeno de Raynaud e claudicação.

 

  • Vasculites com predomínio de vasos de pequeno calibre
    • Granulomatose de Wegener: acometimento do trato respiratório superior (sinusite, rinite, otite, rinorreia sanguinolenta, úlcera nasal e necrose septal), dor pleurítica, hemoptise e presença de c-ANCA.
    • Poliarterite nodosa microscópica: moneurite múltipla (mão caída, mão em garra e pé caído), p-ANCA, capilarite pulmonar e glomerulonefrite.
    • Síndrome de Churg- Strauss: paciente com “crises asmáticas” que pioram mesmo com uso de corticoides e beta-agonistas associado à mononeurite múltipla e eosinofilia acima de 1.000 células.
    • Púrpura de Henoch-Schonlein: púrpura palpável, hematúria, dor abdominal e artralgia em criança com duração de 4 a 6 semanas auto-limitada.

 

Pronto! Agora você que é matriculado no curso já pode assistir a aula, ler o capítulo e fazer as questões de provas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *